Novidade

Este blogue mudou-se. Está agora no facebook. Um dia voltará a viver no blogger, numa casa nova e moderna. Até lá, boas novelas!
Para TODOS os fãs de telenovelas Brasileiras e Portuguesas espalhados pelo mundo.
Portuguese blog about Brasilian/Portuguese tv soaps for fans all over the world.

email desactivado por google devido a spam
alternativa: novelas para recordar npr arroba gmail.com

quarta-feira, 15 de julho de 2009

CI: Que Hipócritas!

Tenho reparado na hipocrisia indiana que aparece na novela "Caminho das Índias".

Hoje, seu Opash decide dar um raspanete (exagerado!) no filho mais novo, por este ter levado a esposa para a loja e esta o ter QUASE beijado.
.
E se ela fizesse barulho (ao beijar)? - diz ele. E se aparecesse a polícia?
.
Parecem ser bastante intolerantes... já no ocidente, se quiserem andar todos tapados ninguém leva a mal... se não quiserem beijar, ninguém vai obrigar a beijar, se quiserem beijar, ninguém vai preso, enfim...
.
A hipocrisia na novela está no comportamento das próprias personagens que censuram alguns hábitos ocidentais. Como pode Opash revoltar-se com um gesto de "cabeça reclinada" em público, quando os filhos estão sempre a beijar (e de que maneira) em público quando fora da Índia?
.
No capítulo de ontem, no meio do calçadão, frente à praia, Raj tasca um beijão na esposa. Logo a seguir aparecem trauseundes e pedem para tirar uma foto com a exótica Maya. Por acaso o acanhamento não está enraizado em solo estrangeiro? Não estavam em público?
.
Ravi, no aeroporto do Brasil, fez o mesmo a Camila. Mas quando esta chega ao da Índia, ele vem com a história da polícia, das demonstrações de intimidade em público, das quatro paredes e tal... mas bem que se esqueceu disso tudo nos muitos e bons amassos que deu em Camila em solo brasileiro. Inclusive, na casa e no quarto desta!
.
Há aqui algo errado, ou não há?
.
Por outro lado, parece-me (posso estar errada) que a novela está a ter um efeito ténue e discreto mas presente, na sociedade portuguesa, do retorno às ruas de pessoas com raizes indianas vestidas em trajes orientais. Portugal sempre teve indianos, aqui e ali mas, de alguma forma, não muito visíveis, não por todo o lado, como é costume se ver no caso de outras culturas. Os trajes enrolados deram lugar à roupa ocidental, às calças e blusa, ao visual mais discreto. Ultimamente, coincidência ou não, nos transportes públicos e na rua tenho visto mais trajes indianos. Devem existir mais, mas se calhar, esses andam de limusine...
.
O que traz à baila outra questão: o exagero dos trajes na novela. Tecidos lindos, efeites primorosos, adornos por todo o lado... quando vejo imagens reais da índia, não andam todos exactamente com aquele ar. Os trajes que vi por aqui também não são tão sumptuosos. Mais uma vez, devem reproduzir o estilo da elite...
.
Outro detalhe que me parece absurdo nesta novela é a relação de Raj e Maya. Parece de fantasia. Um conto de fadas desses que se inventam nos livros. Não há atrito, não há diferenças, não há momentos de irritabilidade, casaram e logo ficaram a viver um conto de fadas... é fantasia. Isso de "construir um amor" é muito bonito, possível até, mas neste caso, uma fantasia! Parecem estar a brincar às casinhas.

1 FEED-BACK -DEIXE OPINIÃO:

Laura Caçoeiro 22 de julho de 2009 às 11:20  

Isso dos beijos acho que a culpa é mesmo da Glória. mas também ela não poderia escrever uma novela brasileira, sem uma cena de beijo na boca entre os protagonistas da novela.

na vida real acredito que os indianos não se beijem na rua. Sabia que nos filmes indianos é proibido cenas de beijo? São culturas diferentes.

face

    © Blogger template by Emporium Digital 2008

Back to TOP